Cupido disparou setas entre Caia e Urra


Cupido, filho de Marte e Vénus, nasceu com a sina de disparar setinhas e matar de amores os atingidos. O Deus dos deuses, Júpiter, de tudo sabedor e prevendo os horrores que iria provocar e fariam corar de vergonha o Cardeal de Lisboa se na época existisse, desterrou-o logo à nascença para o mato onde cresceu alimentado a leite de animais selvagens. Tudo a ver com o trail, a mitologia o prova.
No mundo real dos humanos da actualidade não há quem não deseje ser atingido por uma dessas setinhas e, caso o tenha sido e tenha encontrado a sua Psiquê, não tenha orgulho de a ostentar para inveja de humanos e de deuses. Tanto assim é que a iniciativa da Junta de Freguesia de Urra concretizada ontem reuniu nada menos de meia centena de casais. Designado como Convívio do Cupido tratou-se de uma corrida/caminhada por caminhos rurais entre Caia e Urra ao longo de 14 pouco acidentados Km. O percurso ideal para os destinatários e ao todo foram mais de centena e meia, pois nem todos foram acasalados.
Manhã fria mas ensolarada, ambiente descontraído e uma Organização com tudo: pórticos de partida e chegada, excelente locução, moldura para selfies, postos de reposição calórica - em demasia! -, Cupidos a disparar setinhas ao longo do percurso - a nossa amiga Bruna! -, entrega de pares de balões coração aos participantes para transportarem durante a corrida e, para mim o mais importante, uma marcação de percurso irrepreensível apesar de pouco ostentativa. Classificações, pódio, prémios - almoços nos bons restaurantes da freguesia -, banho quente num bom balneário, cervejinha, caldo verde e bifanas. Tudo servido com muito amor e carinho, como convém a quem quer celebrar o Amor. Um amor-perfeito este evento e eu tenho fama de ser forreta a distribuir elogios!
Estivemos para não ir, entalados entre a Milha de Galveias que corremos na véspera e os 42 Km da Maratona de Sevilha que tentaremos correr no domingo, mas que acertada decisão a de fazer o sacrifício de realizar este treino. Para mim então soube-me a final olímpica. A Maria está habituada a ganhar mas eu nunca ganho nada. Ontem, numa esplendorosa manhã de domingo, a nossa já cinquentenária dupla foi a mais rápida das 50. Senti-me Atleta, eu que sou um simples Corredor.
Subimos ao degrau mais alto do alto pódio e, à sorte, calhou-nos um almocito romântico no fantástico restaurante do Sr. Álvaro onde vou beber café todos os dias. Está já marcada a data, será na segunda-feira seguinte à vinda de Sevilha. Arrastar-me-ei até lá mas sairei de lá refeito. Cupido, por favor, atira-nos setinhas destas todos os dias!

Os vencedores e os representantes duma excelente Organização (foto de Lídia Moreira)
Magnífica a vista de Portalegre a partir da Casa da Urra (foto de Clara Mercês)

ACP, uma equipa de paixões, é um amor para a vida toda (foto de Clara Mercês)
Cupido não nos abandona. Sempre a disparar setinhas! (foto de Clara Mercês)
 

Mensagens populares