Tortilhas, castanha assada e saltos de pega

Alegria a rodos nos novos trilhos do UTSM
Dezembro em Portugal é mais que Verão no Alasca pelo que correr ao ar livre é actividade física sempre recomendável. Levantar cedo todos os dias não cansa quando nalguns dos dias nos levantamos cedo para ir para o bem bom! Foi na quinta-feira, 8 de Dezembro, com deslocação a Espanha para a participação na segunda edição da Quedada Trail de Valbón que o Grupo de Arqueologia e Defensa del Patrimonio de Valencia de Alcántara organiza entre o castelo da localidade e a ermida em ruínas - que pretendem reconstruir e eu espero que não o consigam apesar de ter contribuído um pouco para isso - de Valbón. Dúzia e meia de Km por azinhagas ancestrais e trilhos inexistentes entre plantações de rochas que o Luís Semedo e o Nuno Paiva, lobos sem vertigens e ainda sem gasto nas articulações, aproveitam para ensaiarem o próximo espectáculo do Circo do Soleil. Dos 5 fui o único a deslocar-me mas não fui sozinho de Portalegre, que a doença do trail a brincar pegou de estaca por aqui. No final ainda apareceu a bela tortilha de batata e a paella à moda desta Valencia. Um aperitivo para o encontro de ontem.
O encontro de ontem aconteceu na antiga escola primária de São Julião, actual sede do CDCR da localidade, PAC 4 do UTSM numa luminosa noite de Maio. Os lobos ACP marcaram aí o centro do seu Trail do Magusto, uma sessão de corrida social num ritmo uniforme adaptada praticamente a qualquer um que leve isto da corrida a sério. Corre-se, progride-se, pára-se, arranca-se, gargalha-se até não poder mais, aproveita-se para por a escrita em dia com amigos com que se não falava já há algum tempo. Na retaguarda outros amigos vão pondo a cacholeira de assar ao lume, retalhando e assando as castanhas, abrindo as garrafas, que 3 h a 4 h após a largada eles aparecem famintos e radiantes. Ontem conseguimos reunir na sessão 4 dos 5 e um de nós, a Amy, fez das suas, ausentando-se do fabuloso Trilho do Salto da Pega com que mimosearemos os participantes do próximo UTSM atrás de javali e acabou por se baralhar e se perder do grupo pois os acessos são cerrados e alcantilados. Tudo se resolveu, como sempre. Para memória futura ficam mais dois belos mapitas e umas fantásticas fotos destes nossos encontros familiares.



Hino à vida no Trail do Magusto

Mãe e filha

No Trilho do Salto da Pega

- Ele há lá coisa mais linda! - parafraseando o Sérgio Carinhas
Trilhos maravilhosos sempre à nossa espera em São Mamede

 
Lobas ao ataque com a Inês entre elas
A Amy paga para posar entre lobas
Semedo e Paiva no Parque Infantil de Valbón

O trabalho que dá mover pedras! Mas movem-se! :)

Mensagens populares