Caminhadas e gargalhadas a filigranar o UTSM


É para descer de lado e prontas a accionar o air bag
Uma das mais antigas e míticas provas de trail de Portugal, o presentemente denominado Ultra Trail da Serra da Freita, é conhecido por apresentar aos concorrentes um percurso muito técnico e selvagem, nomeadamente um certo aclive conhecido por A Besta. Afirma quem já o subiu, e no ACP temos vários corredores que já o percorreram, que é realmente uma besta, exigente e perigoso. Na prova que com toda a simplicidade e ilusão "uns gajos malucos" - como os de início sempre descrentes críticos locais os apelidaram - decidiram, no Verão de 2011, organizar na serra de São Mamede, o UTSM - Ultra Trail de São Mamede, que em meados de Maio percorre ao longo do 100 Km território dos concelhos de Portalegre, Castelo de Vide e Marvão, quisemos essencialmente proporcionar aos concorrentes que viessem a inscrever-se numa distância então inusitada em Portugal, trilhos cénicos tendo como referência alcançar, com início e retorno a Portalegre, os fabulosos castelos de Alegrete, Marvão e Castelo de Vide. Nada de Bestas. Queríamos uma prova difícil mas realizável por qualquer pessoa saudável com a preparação adequada.
O sucesso que o UTSM conheceu nas 5 edições realizadas fala por si e não serei eu a elogiar causa própria. Os "5" estão cá para servir. Para dar a cara para o que houver de desagradável, para tentar vencer as Bestas que não são poucas e, sobretudo para, em conjunto com muitos amigos e conhecidos, muitos deles encontrados durante o processo, usufruir do melhor da Organização: descobrir, preparar e integrar no evento novos trilhos. Sem Bestas mas com Bestinhas, num carrossel incessante que alterna o trilho urbano com a passagem de água, o caminho serrano com a vereda, a calçada medieval com alguma estrada para ligações, numa sessão contínua de subidas e descidas, com uma partida à meia-noite que constitui uma variável mais que leva ao abandono cerca de 25% dos participantes, em linha com as provas internacionais de referência no domínio da endurance. UTSM uma prova "fácil"!? Com ironia costumamos dizer que o afirma peremptoriamente quem ... nunca o correu.
Por nós temos aproveitado estes dias para em alcateia filigranar o UTSM descobrindo Bestinhas que o enriqueçam, contactar proprietários e usufrutuários e obter o seu consentimento de passagem, para em alcateia as tornar seguras e para as testar e divulgar junto dalguns amigos especiais. Este post no blogue pessoal trata disto, deixar uma memória de momentos fantásticos e irrepetíveis deste outoniço Dezembro de 2016.
Esta menina fareja qualquer novo trilho que valha a pena

Haja ferramenta disponível que braços não faltam!

A brincar com pedrinhas


Mensagens populares