Elas não param

Fotografadas pelo emplastro
Há várias maneiras de descansar. A que parece mais evidente é atirarmo-nos para cima de um sofá e a menos evidente será ... ir correr! Um dia de escola a ouvir crianças a perguntar, a gargalhar, a chorar, a gritar, a guinchar, a queixar-se, a alunar ... cansa! A loba Vitorina tornou a primeira opção  não consensual na escola do Atalaião e umas vezes empurrando, noutras sendo empurrada, reservou um final de tarde a meio da semana para uma caminhada regenerativa com as colegas. Provaram, gostaram e cada vez são mais as professoras que se reúnem para dar à perna e à goela. Se forem por aí distraídos e ouvirem uma vozearia a aproximar-se só têm que afastar-se e deixá-las passar.
Caminhar e captar pormenores
Parece a feira mas não tentam vender nada! Por vezes - raramente! - são acompanhadas de um emplastro que normalmente segue à frente a uma certa distância como que a anunciar o perigo iminente que se aproxima!
Não se ficam pela caminhada e criaram um grupo fechado numa rede social onde publicam as fotos que vão tirando e combinam os pormenores das próximas incursões pelos fantásticos trilhos que rodeiam a cidade de Portalegre. Prática recomendável que vai continuar pelo Verão adentro. Porque não as imitam ou se lhes reúnem?


Conselhos de docentes informais nos trilhos que rodeiam Portalegre

Mensagens populares