Doucement ... à pied, à pied ...

"Moi , je suis venu à pied 
Doucement sans me presser 
J 'ai marché à pied , à pied ..." 
Yves Montand, Je suis Venu à Pied
Caminhar por uma cidade ou por um ambiente, mesmo que não totalmente desconhecido, é no mínimo um reencontro e sempre uma redescoberta. Já na sua cantiguita de 1948 o cantor e actor francês Yves Montand enfatizava as virtudes duma bela passeata sem destino pelas ruas de Paris. Como não dá muito jeito chegar a Paris a pé as tartarugas vão aproveitando estes dias de quase férias para umas belas caminhadas. Subida ao castelo dos mouros, em Sintra, e Lisboa quase toda. Que se seguirá?


Mensagens populares